O pior erro que quem tem fibromialgia comete nos relacionamentos

Você é muito mais que a sua dor

Quem aí já se sentiu um peso na vida alheia pelo fato de ter fibromialgia? Quem se sente um incômodo para as pessoas amadas, principalmente o companheiro ou companheira?

Saiba que você não está sozinho. Isso é muito comum, e muitas e muitas pessoas todos os dias carregam essa culpa por uma coisa que não está no controle delas: os sintomas da doença.

Muitos terminam relacionamentos, acabam se afastando daqueles que amam ou evitam entrar em novas relações amorosas por não considerar “justo” com a pessoa ter que lidar com a complexidade que é a fibromialgia. Vamos refletir um pouco sobre isso?

Leia aqui também o artigo sobre como é viver com fibromialgia

Pensar dessa maneira é muito perigoso! Quer dizer então que você restringe toda sua personalidade, todas as suas qualidades (e defeitos também), toda a potencialidade daquilo que você é, o seu valor, a uma doença? E, com isso, você quer “poupar o outro” dessa dor?

Fazendo isso, você se coloca numa posição de inferioridade, de não merecimento da felicidade, de ser indigno do amor. Você é muito mais do que a fibromialgia. Você tem inúmeras qualidades e características maravilhosas que tem muito a agregar para aqueles que te rodeiam.

Apesar de ser muito difícil conviver e compreender a fibromialgia, nunca resuma todo o seu ser a isso. Todas as pessoas têm suas dificuldades! Além disso, cada um é livre para fazer suas escolhas e decidir estar ou não ao seu lado. Não cabe a você tomar essa decisão pelos outros. Tire esse peso das suas costas!

Veja aqui o vídeo que gravei sobre esse assunto:
Inscreva-se aqui e receba todas as novidades sobre fibromialgia!