Fibromialgia e Síndrome da Fadiga Crônica

Tratam-se de duas condições diferentes

Um dos piores sintomas da fibromialgia, na minha opinião, é a fadiga. Apesar de a dor também ser bastante incômoda, a fadiga causa desânimo e uma vontade incontrolável de não sair nunca mais da cama. Nos dias mais intensos, o desânimo é tão grande que você mal tem vontade de acordar.

É importante entender que “cansaço” é uma condição completamente diferente dessa fadiga. O cansaço geralmente aparece relacionado a alguma causa, um esforço excessivo, falta de sono ou outras situações.

A fadiga é bem diferente. Não necessariamente acontece após algum esforço, por exemplo, inclusive muitas vezes não é possível saber sua causa. A fadiga causada pela fibromialgia também não necessariamente acompanha a sonolência. Mesmo após uma longa noite de sono, o portador de fibromialgia pode permanecer exausto.

Por ser um dos sintomas mais comuns da fibromialgia, presente na maioria dos casos, é assunto popular e que causa muita polêmica e confusões. Um dos principais erros é confundir o sintoma de fadiga causado pela fibromialgia com a Síndrome da Fadiga Crônica, uma condição diferente.

Veja aqui a matéria sobre a Síndrome da Fadiga Crônica

Essa síndrome causa fadiga extrema que não pode ser explicada por nenhuma outra condição médica. Além disso, piora com a atividade física ou mental e também não melhora com o repouso. Assim como a fibromialgia, ainda não há causa bem definida, mas existem algumas hipóteses como o desenvolvimento após infecções virais, problemas no sistema imunológico e desequilíbrios hormonais.

Outros sintomas também estão presentes, como garganta inflamada, aumento dos gânglios linfáticos, dor de cabeça e dores musculares.

Como existem sintomas muito parecidos com os da fibromialgia, é muito importante procurar um médico que entenda profundamente das duas condições para evitar erros no diagnóstico e possa, assim, prescrever o melhor tratamento.

Não necessariamente quem tem fibromialgia tem também a Síndrome da Fadiga Crônica, mas é possível que uma pessoa apresente ambas as condições ao mesmo tempo. Recentemente assisti um documentário chamado UNREST na Netflix que aborda o tema. Veja o vídeo que gravei sobre isso:
Informação é o melhor remédio! Leia também o artigo em que falo sobre os sintomas da fibromialgia.
Inscreva-se aqui e receba todas as novidades sobre fibromialgia!